Devemos recomendar o rastreio do cancro colo-retal? Se sim, por que método? – Notas de evidentia #332019

Por Inês Laplanche Coelho

PERGUNTA CLÍNICA

Primeira pergunta: Será que o rastreio do cancro colo-retal (CCR) traduz uma diferença importante nos outcomes de saúde ao fim de 15 anos, em pessoas entre os 50 e os 79 anos?

Segunda pergunta: Em indivíduos entre os 50 e os 79 anos elegíveis para rastreio de cancro colo-retal (CCR), qual dos 4 métodos de rastreio (teste imunoquímico fecal 1x/ano, teste imunoquímico fecal de 2 em 2 anos, sigmoidoscopia ou colonoscopia) se traduz em melhor outcome (mortalidade por todas as causas, mortalidade por CCR, incidência de CCR, hemorragia gastrointestinal e perfuração, outros eventos  adversos graves e número de indivíduos a necessitar de pelo menos, uma duas ou mais colonoscopias)?

A RETER

Estas recomendações aplicam-se a pessoas entre os 50 e os 79 anos elegíveis para rastreio de CCR. Os autores sugerem usar uma ferramenta como a calculadora QCancer® para estimar o risco de CCR individual nos próximos 15 anos. Os autores recomendam que não se proponha rastreio se risco < 3%. Para risco >3%, os autores recomendam qualquer uma das quatro opções: teste imunoquímico fecal anual, teste imunoquímico fecal de dois em dois anos, sigmoidoscopia ou colonoscopia. Este é um artigo metodologicamente bem construído e com uma pergunta útil para a prática clínica. Foram feitos esforços para cumprir todos os requisitos para construir um documento robusto, no entanto o nível de evidência avaliado pela metodologia GRADE é baixo, traduzindo-se em recomendações fracas. Mais ainda, não sendo conclusivo qual o método mais eficaz para o rastreio, a escolha deve ser feita de acordo com a preferência individual do doente.

QUAL A RELEVÂNCIA DESSA PERGUNTA?

Muitas guidelines recomendam o rastreio do CCR mas existem muitas variações no método, idade de início e frequência recomendados.

QUEM FINANCIOU?

Estas recomendações não foram financiadas.

QUE TIPO DE PERGUNTA FAZ ESTE ESTUDO?

NOC/Guideline

CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS

Em geral os métodos foram adequados. Houve uma descrição clara da intervenção, foram tidas em conta as consequências importantes para os doentes. A recomendação baseia-se em várias revisões sistemáticas recentes, contudo o nível de evidência foi classificado como baixo através da metodologia GRADE, exceto para a colonoscopia. Os autores relataram não existir conflitos de interesse e a informação que é fornecida promove a tomada de decisão partilhada.

QUAIS SÃO OS RESULTADOS?

Estas recomendações aplicam-se a adultos com idades entre 50 e 79 anos, sem rastreio prévio, sem sintomas de CCR e esperança de vida de pelo menos 15 anos.

  • Para indivíduos com um risco estimado de CCR abaixo de 3% aos 15 anos, sugerem não fazer rastreio.
  • Para indivíduos com um risco estimado de CCR superior a 3% aos 15 anos, sugerem rastreio com uma dos quatro métodos de triagem:
    • Teste imunoquímico fecal anual
    • Teste imunoquímico fecal de dois em dois anos
    • Sigmoidoscopia (única)
    • Colonoscopia (única)

Força de Recomendação: Fraca para ambas as recomendações

COMO POSSO APLICAR OS RESULTADOS AOS MEUS DOENTES?

As intervenções estudadas podem ser aplicadas no nosso contexto clínico. Foram tidos em conta os resultados clinicamente importantes para o doente e a informação que é fornecida promove a tomada de decisão partilhada. Contudo, a força de recomendação é fraca para ambas as recomendações. Desta forma, estes resultados devem ser explicados ao doente, os riscos e benefícios de cada intervenção e a decisão deve ser tomada conforme a preferência individual de cada doente.

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Helsingen, Lise M., et al. «Colorectal Cancer Screening with Faecal Immunochemical Testing, Sigmoidoscopy or Colonoscopy: A Clinical Practice Guideline». BMJ, Outubro de 2019, p. l5515. DOI.org (Crossref), doi:10.1136/bmj.l5515.

https://www.bmj.com/content/367/bmj.l5515

One thought on “Devemos recomendar o rastreio do cancro colo-retal? Se sim, por que método? – Notas de evidentia #332019

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: