Respiratório

Respiratório

Asma

Dicas diagnósticas

  • Clinico! Tosse; Pieira; Dispneia; Opressão torácica
    • Sintomas episódicos e recorrentes: despoletados por: inf. viral, alergénio, AINES, Beta-Bloq, exercício, riso, ar frio  (alternando com períodos assintomáticos ou sintomas mínimos)
    • Variabilidade diurna: agravamento nocturno ou matinal
  • História de atopia: história pessoal ou familiar de rinite alérgica ou eczema atópico

  • Exame objectivo: sibilos na auscultação pulmonar (↑ probabilidade de asma)

  • Ausência de diagnóstico alternativo: DPOC; Tuberculose; DRGE; Fibrose Cística; Bronquiectasias; Pertussis; Aspiração de corpo estranho; Discinésia ciliar

  • Probabilidade diagnóstica
    • Alta
      • Avaliar estado basal (utilizar questionário – aqui)
      • Iniciar tratamento (6 semanas de CI)
      • Avaliar resposta (FEV1 ou PEF domicílio/Quest. Sintomas validado)
        • Boa resposta – Confirmação diagnóstica
        • Má resposta – Confirmar técnica inalatória | Probabilidade Intermédia*
    • Intermédia
      •  Espirometria com prova de broncodilatação: FEV1/FVC<70% + Adultos: FEV1 ≥12% e ≥200mL | Crianças: FEV1 ≥12%
        • Teste Positivo (↑probabilidade diagnóstica)
        • Teste negativo – Não exclui asma!
        • Outras opções de investigação: Monitorização PEF; Teste provocação; FeNo; eosinofilia sanguínea; IgE; Prick test
        • Diagnóstico suspeito:
          • Assintomático: vigiar
          • Iniciar tratamento e avaliar resposta: #Boa – confirmação diagnóstica | #Má – Investigar outros diagnósticos
    • Baixa
      • Investigar/tratar outros diagnósticos mais prováveis