Coronavírus 2020

A fonte de informação mais adequada é a Direcção Geral de Saúde! Cuidado com desinformação nas redes sociais

link aqui: https://www.dgs.pt/corona-virus.aspx


O que fazer?

Nesta fase poderá estar em risco se viajou recentemente com estadia numa das áreas consideradas afectadas (lista aqui) ou esteve em contacto com alguém que veio de lá e apresenta sintomas sugestivos de doença respiratória, durante ou após a viagem, ligue para 808 24 24 24 (SNS24) para esclarecimento de questões.

 

Quais são os números mais actuais?

Dados nacionais – click aqui para ver o mapa epidemiológico COVID19 Portugal

Dados mundiais – ferramenta da Universidade John Hopkins – EUA:

 



Fizemos folhetos para informação à poppulação sobre o surto de coronavírus que está neste momento a acontecer. Ver abaixo.

Coronavirus folheto EM#1

 

Coronavírus folheto EM#2
Folheto Evidentia Coronavírus #4 - medidas de protecção
Download dos folhetos em versão PDF: 
 

O que são Coronavírus?

Os coronavírus são uma família de vírus (estão identificadas 7 estirpes) que podem causar infecção em humanos. Os coronavírus são zoonóticos, o que significa que se podem transmitir entre animais e humanos e têm o potencial de infectar muitas pessoas rapidamente e causar surtos.

 

Qual a relevância?

O 2019-nCoV identificado na China é uma nova estirpe de coronavírus quem não foi previamente identificada em humanos.

Os surtos de infecções por vírus novos entre pessoas são motivo de preocupação de saúde pública, principalmente quando há pouco conhecimento sobre as características do vírus, como ele se espalha entre as pessoas, qual a gravidade das infecções resultantes e como
tratá-las.

As autoridades de saúde confirmaram a transmissão humano a humano deste vírus, incluindo profissionais de saúde.

Pelo número de casos iniciais é muito provável aparecerem casos numa escala global.

 

Como é o quadro clínico?

Pelo que sabemos até agora, o vírus pode causar sintomas leves e semelhantes aos da gripe, bem como doenças graves. Pessoas com condições crónicas existentes parecem ser mais vulneráveis a doenças graves. As condições pré-existentes relatadas até agora incluem hipertensão e outros problemas cardiovasculares, diabetes, doenças hepáticas e outras doenças respiratórias.

 

 

OMS proporciona formação online para profissionais de saúde:

 


Referências úteis:

DGS coronavírus

Informações e folhetos da DGS

 European Centre for Disease Prevention and Control

Cochrane – colecção especial com medidas para prevenção e controlo de infecções – aqui

Recomendações da OMS relativas à utilização de máscaras aqui

Efectividade das intervenções governamentais na transmissão do COVID19. Análise.  | Journal of Medical Virology – aqui

Recomendações para grávidas com suspeita de infecção por COVID-19 | The Lancet – aqui

Características genómicas e epidemiologia do COVID-19 | The Lancet – aqui

Resumo da situação chinesa no JAMA – aqui

Potencial transmissão na fase assintomática? JAMA – aqui

Caso clínico de pneumonia por Coronavírus. | New England Journal of Medicine | aqui

Características da doença | JAMA – aqui

Coronavírus. Revisão das características clínicas da doença – Journal of General Internal Medicine – aqui

Características clínicas e imagiológicas (TAC) do COVID-19 | Journal of Infection – aqui

Epidemiologia. Coronavírus. Entender como se avalia o impacto de pandemias. | New England Journal of Medicine | aqui

Opinião. Coronavírus – como um vírus até hoje considerado inconsequente se torna uma ameaça global. | JAMA Online First | aqui

7 comentários “Coronavírus 2020

  1. O coronavírus humano é responsável por uma percentagem considerável de infecções respiratórias das vias aéreas superiores, as constipações ou resfriados comuns. Algumas cursam com febre mais alta, odinofagia e tumefacção das adenoides, podendo também causar pneumonia ou bronquite quer de forma directa pela infecção vírica, quer por pneumonia bacteriana secundária.

    A estirpe SARS-CoV responsável pelo síndroma respiratório agudo grave (severe acute respiratory syndrome – SARS) provoca infecções respiratórias tanto do tracto respiratório superior como do inferior.

    A estirpe responsável pelo actual surto (pneumonia de Wuhan) é o coronavírus 2019-nCoV, que apresenta sintomas respiratórios mais fortes tais como febre, astenia (fadiga), tosse seca, dispneia (falta de ar) e dificuldade respiratória. Estes sintomas podem ser facilmente confundidos com sintomas de gripe que é causada pelo vírus influenza.

    1. Obrigado Professor Jaime pelo comentário que ajuda a perceber em linguagem simples o que é este virus.

  2. Excelente reunião de informação!

    Aproveito para deixar aqui um podcast com vídeo para uma introdução “cronológico-epidemiológica” sobre o tema que achei muito boa: http://www.louisvillelectures.org/imblog/2020-coronavirus/forest-arnold

    De um ponto de vista mais “hospitalista”, também aconselho ir seguindo este capítulo: https://emcrit.org/ibcc/COVID19/ (que irá sendo actualizado e terá direito a podcast no futuro)

    Cumprimentos e abraços! (seguidos obviamente de lavagem de mãos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *