COVID19 – informação à população

#COVID19

É preciso que toda a população entenda o gráfico abaixo de forma a entender muitas das medidas que devem ser implementadas pelas autoridades de saúde e governo mas acima de tudo POR CADA UM DE NÓS:

# legenda:

– No eixo vertical temos “pessoas que necessitam de cuidados de saúde”
– No eixo horizontal temos o tempo
– A linha preta a tracejado que faz um pico roxo muito acentuado em pouco tempo é o que acontece se não forem tomadas medidas para atrasar o contágio do vírus.
– A forma final da linha preta contínua é o que acontece caso sejam implementadas medidas que atrasam o contágio do vírus.
– A linha laranja a tracejado é a capacidade de resposta do sistema de saúde se não forem tomadas medidas para atrasar o contágio.
– A forma final da linha laranja contínua é a capacidade de resposta do sistema de saúde caso sejam implementadas medidas que atrasam o contágio do vírus
– a roxo são os doentes que são tratados de uma forma não-óptima e que acabam por morrer mais 
– a verde os doentes que recebem melhores cuidados de saúde e que não morrem tanto

 

# o que nos diz então o gráfico:

 

1 – Se conseguirmos atrasar o contágio provavelmente vamos ter mais tempo para o sistema conseguir dar resposta às pessoas e com isso evitar o colapso do sistema e evitar mortes (verde).

2 – Se não atrasarmos o contágio a quantidade de pessoas infectadas é enorme num período curto de tempo o que leva a que a capacidade de resposta do sistema de saúde seja reduzida e muitas pessoas que necessitam ficam sem cuidados de saúde ou pelo menos eles não são óptimos (roxo). Neste cenário há elevada mortalidade. Este é o cenário em Itália e é isto que queremos evitar!

 

# como evitar o contágio?

 

As lições da China, Macau, Singapura, Taiwan mostram que o distanciamento social é essencial! Este vírus apesar de não ser dos piores vírus que conhecemos no que diz respeito a mortalidade é um vírus altamente contagioso e que pode chegar a muitos doentes frágeis (a mortalidade é claramente mais alta nestes doentes). O distanciamento social permite que haja menos contágio. Distanciamento social significa idealmente ficarmos em casa e apenas sair para actividades imprescindíveis. Significa não cumprimentar com beijinhos nem com apertos de mão, significa falarmos com outros a mais de 1 metro de distância.

Portanto não se admirem da suspensão de actividades culturais, faculdades, escolas e que muitas empresas enviem os seus trabalhadores trabalhar desde casa. Caso seja o seu caso, NÃO ESTÁ de FÉRIAS. NÃO VÁ para o Algarve, não vá para a praia, não vá ao cinema ou ao shoping… não faz sentido e está a violar a razão de ter recebido a indicação de estar em casa. O mesmo para os estudantes das faculdades e escolas.
É para estar MESMO em casa mesmo que não esteja doente porque só assim conseguimos impedir mais contágios.

Outra medida essencial é caso desenvolvamos febre, tosse e/ou falta de ar ligar para o 808 24 24 24. >>>>> NÃO ir para um centro de saúde ou urgência! Apesar da linha estar congestionada, continuem a tentar. A DGS e o Ministério da Saúde estão a reforçar a capacidade de resposta.

Por fim, visitem o site da DGS ou da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública para informações fidedignas e válidas. Desconfiem de soluções milagrosas e remédios fantásticos para resolver este problema.

Ahh… e lavem as mãos!!

 

mais informação sobre o coronavírus na nossa página dedicada ao assunto – link

Abaixo os folhetos que fizemos e que podem usar para divulgar.devem

8 comentários “COVID19 – informação à população

  1. Eu tentaria chamar a atenção para o “pico” verde com mais enfase ( que é o que se pretende) e reforçar a necessidade das pessoas se manterem em casa.
    Sublinhava ou colocava a negrito todas as palavras que fossem nesse sentido.
    Quem trabalha em marketing pode ajudar a “vender” a mensagem

  2. E os transportes públicos onde as pessoas andam dentro de uma Lata sem janelas será que não há perigo de contágio?

    1. Andar de bicicleta a pé , evitar as horas de ponta, sair mais cedo de casa.. É a única solução.
      Óbvio que is autocarros cheios são o sítio ideal para o vírus se propagar…

  3. Só ficando todos em casa até passar a epidemia garantimos que o CoVID não se propaga.
    E a melhor maneira é ficarmos todos em casa, tanto quanto possível. O País parar gera outros problemas económicos e sociais, e outra mortalidade associada às novas questões. Daí as autoridades portuguesas tentem usar de bom senso e apelar a ele à população.
    Para uma sociedade pouco pro-ativa e pouco capacitada, este “bom senso” pode ser muito abusado, daí a incerteza quanto ao mesmo

  4. Muito obrigada pela divulgação deste gráfico e do seu significado.
    Neste momento, já estou a aconselhar as pessoas a ficarem em casa. É fundamental que as pessoas compreendam a necessidade urgente de cumprirem as medidas de contenção e o distanciamento/isolamento social. Só assim podermos minimizar as consequências desta pandemia.

  5. Então os funcionários das escolas têm que ir para a escola?
    Não se entende muito bem, o Primeiro Ministro diz:”encerrem-se todas as escolas”; o Ministro da Educação diz “os funcionários ê os docentes têm de cumprir o seu horário na escola”; mas encerrar não se compreende fechar mesmo? ou brincamos ao faz de conta. E quem se lixa aqui são os funcionários porque os docentes têm a desculpa que podem trabalhar de casa.

  6. No Aeroporto é que devia estar uma equipa que fizesse a triagem de quem chegava de Países infectados… Itália… Por exemplo! E assim o Sr. VIRUS espavoneia-se à vontade e à fartazana…
    SEJEMOS ENTÃO CUMPRIDORES DOS MÍNIMOS E MÁXIMOS OBRIGATÓRIOS… PARA MEU BEM… SEU BEM… BEM DE TODOS!
    BOA SORTE E QUE CHOVAM COPIOSAMENTE MUITOS E BONS FLUÍDOS ANTIVÍRUS!

  7. Estado de emergência.
    Recolher obrigatório em 24 horas, saídas permitidas, só para ir á farmácia e supermercados justificados com talão da compra e vista a hora da compra.
    Desculpem isto é a terceira guerra mundial SILENCIOSA, não sabemos onde está o inimigo, é bem pior.
    Cada um de nós tem a responsabilidade de zelar pelo isolamento social, disto depende o futuro dos nossos filhos e netos, não estou a exagerar nem a criar alarmismos, é a realidade, infelizmente.
    Vamos lutar, COOPERANDO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *