Update Covid semana #28

Transmissão – Na sequência de um artigo apoiado por 237 cientistas em todo o mundo, a OMS reconhece que o SARS-CoV pode ter capacidade de transmissão em aerossóis fora de contextos médicos de exposição da via aérea. Ressalva no entanto que a principal forma de transmissão é o contato direto, indireto ou próximo com pessoas infectadas por secreções infectadas ou gotículas respiratórias.
Pessoas com anemia falciforme parecem ter uma susceptibilidade particular ao coronavírus. Um estudo revela que entre 178 pessoas com anemia falciforme com COVID19, 122 (69%) foram hospitalizadas e 13 (7%) morreram.
O NHS inglês desenvolveu a plataforma OpenSAFELY que analisa dados de doentes registados nos cuidados primários. Neste estudo publicado na revista Nature dão conta da análise de 10.926 mortes relacionadas com COVID-19. Factores de risco: ser homem (razão de risco (HR) 1,59; idade avançada e pobreza (ambas com forte gradiente); diabetes; asma grave; e várias outras condições médicas. Comparados com pessoas de etnia branca, os negros e os asiáticos estavam em maior risco, mesmo após o ajuste para outros fatores (HR 1,48, 1,30-1,69 e 1,44, 1,32-1,58, respectivamente). Pergunto-me porque não se consegue fazer este tipo de análise cá quando temos bases de dados nacionais e praticamente um único software nos cuidados primários. Fica uma reflexão relacionada na esperança que alguém a faça chegar ao sítio certo.
Cérebro e COVID19 – alguns artigos dão conta de potenciais sequelas da infecção por SARS-CoV-2 moderada a grave sobre o cérebro, com potenciais complicações psiquiátricas e neurológicas. Na Lancet analisam 153 casos de doentes jovens que manifestaram encefalopatias, encefalite e/ou patologia psiquátrica na sequência da infecção com COVID19 e na revista Brain fazem uma análise da patologia neurológica em 43 doentes e na revista Brain fazem uma análise da patologia neurológica em 43 doentes. São prova de baixa qualidade (relatos de caso) mas suficiente para fundamentar hipóteses consistentes.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.